Olympic Heritage Collection: Recriando os Logos Olímpicos

, Design Gráfico

Daqui a exatamente 7 dias se iniciam os Jogos Olímpicos na cidade do Rio de Janeiro. E, como na maioria dos eventos de grande porte, existe um enorme projeto de identidade visual que começa na etapa da candidatura da cidade para sediar os Jogos. Uma marca para as Olimpíadas é fundamental pois transmite um conceito através de um simples, mas poderoso logo, visto em todos os cantos do mundo.

No entanto, os logos olímpicos já existem há quase 100 anos. As primeiras Olimpíadas da era moderna foram realizadas em 1896 e o primeiro logotipo foi o de Paris 1924. Imagine então o problema que existe aí: há 50 anos atrás não existiam softwares que garantiam a fidelidade dos desenhos originais criados pelos designers da época. Boa parte da fidelidade de cor, espessura de linhas, curvas e tipografia foi se perdendo com a digitalização desses logos, e, assim, a maioria das versões que encontramos na internet não são representações fiéis dos originais.

Visando resolver esses problemas, o Comitê Olímpico Internacional lançou uma iniciativa chamada Olympic Heritage Collection (Coleção da Herança Olímpica), onde, entre outras atividades, iniciou um processo de recriar as marcas e ativos digitais atuais que não são fiéis aos originais. O desafio de digitalizar mais de 100 anos de materiais de design Olímpicos, e de criar uma nova identidade visual para a coleção Heritage, foi realizada pela agência Hulse & Durrell, localizada em Vancouver, no Canadá.

Há duas partes nesse post: a primeira abrange a identidade do Olympic Heritage Collection e a criação de potenciais produtos licenciados; e a segunda a atualização dos ativos digitais e todo o processo de re-criação.

 

Olympic Heritage Collection

O Olympic Heritage Collection é a criação de uma marca que disponibilizará a arte e design dos Jogos Olímpicos dos últimos tempos para licenciados internacionais, como Nike, Adidas, Lacoste e Ralph Lauren. Pela primeira vez na história, eles poderão usar esses materiais para criar produtos inspirados em Olimpíadas passadas. A agência Hulse & Durrell foi a responsável por executar todos os aspectos do programa de pesquisa, curadoria, re-criação até a denominação e desenvolvimento da marca mestre. Confira abaixo o resultado.

 

olympic-heritage-1 olympic-heritage-2 olympic-heritage-3 olympic-heritage-4 olympic-heritage-5 olympic-heritage-6 olympic-heritage-7 olympic-heritage-8 olympic-heritage-9 olympic-heritage-10 olympic-heritage-11 olympic-heritage-12 olympic-heritage-13 olympic-heritage-14 olympic-heritage-14

Recriação dos Logotipos Olímpicos

Os parceiros Ben Hulse e Greg Durrell viajaram para a Suíça para obter acesso a maior quantidade possível de material a partir das fontes originais, e, então, começaram a criar os ativos a partir do zero. A maioria dos logos e elementos da identidade dos Jogos Olímpicos são anteriores a década de 1990 e não foram devidamente digitalizados. Assim, eles precisaram referenciar vários impressos originais para cada logotipo a ser recriado, para ficarem o mais próximo possível do original.

Ao todo foram 41 logos recriados e, abaixo, você pode conferir algumas imagens do processo extremamente detalhado e consideravelmente extenso, para alcançar o máximo de autenticidade em cada um. Os logos criados após 1998, estava disponível em arquivos digitais, mas todo o resto só existia como desenhos ou especificações em diretrizes de identidade. Além disso, todo o material anterior a Tokyo 1964 estava disponível apenas em cartazes antigos, bilhetes e outros objetos. Até mesmo os arquivos do logotipo de Beijing 2008 foi corrigido para colocar o símbolo trademark no lugar apropriado. Tudo foi documentado em PDF de 379 páginas que foi entregue ao COI como referência deste trabalho forense.

 

olympic-logos-1 olympic-logos-2 olympic-logos-3 olympic-logos-4 olympic-logos-5 olympic-logos-6 olympic-logos-7 olympic-logos-8 olympic-logos-9 olympic-logos-10 olympic-logos-11 olympic-logos-12 olympic-logos-14 olympic-logos-15 olympic-logos-16

 

Fonte: Brand New

Comente pelo Facebook