Prefeitura do Rio começa o ano com nova marca

, Branding

A primeira semana de 2017 ainda nem terminou, e já tivemos um rebrand para divulgar, talvez o primeiro do ano. A marca da vez, que foi alterada, é a da Prefeitura do Rio de Janeiro.

Segundo o decreto publicado no Diário Oficial do Município, “[…] estabelece nova logomarca da Prefeitura da Cidade do Rio de Janeiro para utilização na publicidade de cunho institucional. São vedadas quaisquer alterações nos espaços entre os elementos que compõem a logomarca.” (Nem adianta reclamar do termo redundante: “logomarca”).

O brasão, que anteriormente era azul claro, agora ganhou a cor verde e teve seus elementos reduzidos e simplificados. Já a fonte passou do azul para o branco. Além disso, o texto “Rio Prefeitura” agora vem antes da imagem. Esteticamente, nossa opinião é que houve uma melhora na escolha tipográfica e no desenho do ícone, ainda que nada relativamente significante e digno de grandes elogios.

 

prefeitura-do-rio-1 prefeitura-do-rio-2

 

Uma das questões centrais que norteiam um projeto de rebranding é considerar a dimensão dos custos com o projeto em si, e as possíveis e necessárias aplicações da marca em seus diversos pontos de contato, que variam caso a caso.

A partir dessa premissa, deixo então a seguinte questão para você leitor (sem o objetivo de discutir política, mas apenas em apontar uma reflexão): é justificável que uma mudança de gestão em um governo resulte em um processo de rebrand da marca de uma cidade, que, no cenário atual, tem enfrentado tantos problemas financeiros resultantes da crise econômica, da falta de investimentos e das falhas na gestão das finanças públicas?

Acredito que seja válido pensar neste tipo de projeto fora do cunho estético ou, em outras palavras, de “imagem do novo governo” apenas.

 

prefeitura-do-rio-3

Fonte: Jornal O Dia

Comente pelo Facebook