Atitudes para ser mais criativo

, Ferramentas

No Confred desse ano tivemos 20 palestras incríveis, entre elas a minha que foi: “Atitudes para ser mais criativo e desenvolver projetos melhores”.

Como prometi na palestra, fiz esse post listando resumidamente as 10 atitudes. O conteúdo aqui é bem mais conciso do que foi apresentado na palestra, mas acredito que mesmo assim pode te ajudar a ser mais criativo e crescer profissionalmente seja você estudante, freelancer, diretor de arte, designer gráfico ou qualquer que seja sua carreira na área criativa. Então vamos lá?


Ser criativo, é um desafio, pois envolve seu cérebro e intuição. E nem sempre é fácil saber como estimular a criatividade. Achamos que a pessoa já nasce criativa ou não. Que isso já é algo pré-determinado. Mas eu acho que não, e vários outros profissionais que trabalham na área criativa também pensam o mesmo. Criatividade não é um gene que a pessoa tem ou não tem. É realmente possível se desenvolver para ser pensar de outra forma, mas é preciso agir e até sair da nossa zona de conforto.

1. Leia mais

A leitura é uma dessas ferramentas simples que ajuda você a pensar diferente. Muita gente ama ler e até devora alguns livros de ficção por ano. Outros já não curtem tanto mas ainda dão uma lida de vez em quando. Só que independentemente disso, a leitura é um modo relativamente simples de estimular a criatividade, por dois motivos principais. Um: pois ela aguça a sua imaginação e dois: pois ela te dá novos conhecimentos.

2. Ouça os outros

Ouvir realmente é uma ação que faz toda diferença. Ouvir permite que algo incrível aconteça, que é compreender como o outro pensa e/ou entende determinado assunto. Você nem sempre tem a resposta certa, original e criativa de primeira. Ouvir o outro pode contribuir muito para projetos criativos, pois traz uma visão de fora, um pensamento diferente do seu e que serve para te ajudar.

3. Pergunte sempre

Uma das melhores maneiras para você acelerar o aprendizado como designer e encontrar soluções criativas e originais para seus projetos de design é saber perguntar. Comece com o famoso “porque?” Perguntar pode trazer novas informações durante a fase de briefing, por exemplo, e também pode contribuir para você chegar ao centro do problema e conseguir solucioná-lo mais rapidamente. É perguntando que se aprende.

4. Ouça música

As músicas geram muitos benefícios, um deles é que ela ativa a região do cérebro que aumenta o raciocínio e a concentração. Imagino que a maioria de vocês já tem essa prática quase que rotineira de ouvir músicas, mas se por acaso você estiver desenvolvendo algum projeto e se deparar algum obstáculo para seu desenvolvimento, lembre-se que ouvir uma música pode te ajudar no raciocínio de novas ideias. Estudos científicos comprovaram que ao ouvir música o cérebro coloca em atividade uma ampla gama de diferentes áreas, ou seja, algo tão simples como ouvir música pode de fato aumentar sua capacidade criativa.

5. Viaje

Viajar é um benefício completo para o profissional criativo. Todos nós, querendo ou não, vivemos em uma rotina do dia-a-dia e o nosso cérebro é ótimo para detectar padrões e se acostumar com eles. Quando a gente viaja e vai para um lugar novo, cada coisa que você vê, ouve, sente é uma informação nova e seu cérebro passa para um estado de atenção constante, absorvendo cada detalhe. Isso traz vários benefícios. Além de novos conhecimentos, você fica com aquela sensação de que viveu mais intensamente.

6. Observe o mundo

Para as crianças, tudo é novidade. Se você é pai ou tem por perto alguma criança pequena sabe bem do que estou falando. “Porque isso? Porque aquilo?” As crianças querem saber mais e questionam o tempo inteiro o mundo ao redor delas, pois a grande maioria das coisas são novas. Para onde elas olham tendem a pensar “que interessante!” ao invés de “isso eu já sei”. É aí que está a chave desta atitude. Para redescobrir o conhecido é importante parar de achar que você já sabe de tudo, que já conhece como a coisa funciona. Redescobrir o conhecido começa com sua nova observação do mundo ao seu redor. É necessário você entrar no modo receptivo.

7. Pare de “trabalhar”

Bom, aqui eu não estou falando para você literalmente parar de trabalhar, porque o trabalho faz parte da vida e é através dele que conquistamos nossos sonhos e que permite que você tenha dinheiro no final do mês. O que quero dizer é que você pare de encarar a sua carreira como um trabalho, no sentido mais chato da palavra mesmo. Trabalhar cansa, enjoa e não é legal. Encare seu trabalho como um aprendizado. Mesmo que você trabalhe em agência ou estúdio de design, ou em alguma empresa, o seu olhar sobre o emprego é o que vai fazer toda a diferença no seu dia-a-dia e na sua carreira ao longo da sua vida. Entendeu a ideia dessa atitude? A mudança vem de você. É você que tem que agir para mudar o modo como pensa para poder abrir caminho para alcançar sucesso. E claro, ser criativo.

8. Faça algo novo

“Nós somos o que fazemos repetidamente. A excelência, assim, não é um ato, mas um hábito.”
– Aristóteles

Essa frase tem seu valor. Quando fazemos as mesmas coisas repetidamente nos tornamos bons naquilo, porém temos que pensar também em evitar a estagnação. Ou seja, ficar bom em algo, mas só naquilo. Não quero dizer que você não pode querer se tornar expert, isso é bom para sua carreira. Porém não estamos falando de habilidades, e sim de criatividade. Você quer ser mais criativo, e fazer as mesmas coisas todos os dias não irá instigar a sua capacidade de criar. Cada dia é diferente do anterior e a vida deve ser tratada como tal. A mudança é um elemento necessário nas nossas vidas e, por isso, devemos tornar um hábito tentar algo novo (de preferência uma coisa positiva) todos os dias.

9. Rabisque e registre

Compre um caderninho, pode ser desses pequenos mesmo de folhas sem pauta e guarde ele com você, e, aonde você for, esteja sempre com ele. Mas pra quê? Cada ideia que você tiver registre ali. Pode não servir de nada agora, mas pode ser uma boa ideia para um projeto futuro. Agora você pode me perguntar: mas na verdade eu busco ter mais ideias. Então utilize esse caderninho de outra forma. Quando estiver sem fazer nada, rabisque nele. Aleatoriamente. Rabisque palavras, letras, desenhos, formas… do modo que você mais gosta de fazer e não se preocupe se ficou “ruim”. O objetivo disso é você transferir seus pensamentos para o papel. Estudos mostram que rabiscar pode ajudar sua memória a curto e longo prazo, melhorando sua capacidade para reter informações e concentração. Então rabisque muito!

10. Faça mais do que te faz feliz

Essa, sem dúvida é a atitude mais fácil, mas ao mesmo tempo a que menos fazemos ou tempos dificuldade de fazer. A correria da semana, os compromissos e as tarefas não deixam a gente ter tempo para fazer o que gostamos. E sim, isso é um problema para a criatividade. Você acaba ficando com a sua mente ocupada a maior parte do tempo e fica cansado, e então não consegue estar bem com você mesmo para exercer a criatividade. Então faça mais do que te faz feliz, busque isso como prioridade na sua vida.

Muita criatividade para você!

Este é conteúdo é propriedade intelectual do blog 100% Design.
Ao compartilhar dê os devidos créditos.

Comente pelo Facebook